~ poesias cálidas.

Alan Blair ~
Foto e poesia por: Alan Blair

– E para não perder-me na tristeza, passei à alimentar-me somente com sopa de letrinhas,
degustando cada pequena palavra e vomitando cálidas poesias.

Anúncios

, regozijo de sol*

Alan Blair ~
Foto e poesia por: Alan Blair

Quando descobri que, na verdade, o sol era o reflexo de sua alma, comecei a passar manhãs inteiras sob o telhado, esperando você nascer, tentando capturar seus raios na minha pele, como se você brilhasse só para mim.

O egoísmo é de minha parte, mas sempre fui dependente de raios de sol.

Tenho medo do escuro, do silêncio, do pô-do-sol.
Sinto frio sem seu brilho.

Você se pôs, e, agora que me deixas-te, qual (des)aventurado fará com minhas lágrimas telas abstratas de pingos em cor?
Não será poeta nem artista.
Bem-feitor?

Estarei amanhã bem cedo em meu telhado, para namorar seus raios e brilhar com seu brilho.