Ponte.

Alan Blair ~
Foto e Poesia por: Alan Blair

Nesse rumo da vida, deixei de acreditar em coisas que possuam sentido.
O que sobrou foi o enigma, a obscuridade nas coisas, o lado invisível das pessoas.
E o que irá restar de tudo isso é uma nova forma de caminhar.
Poderei estar sozinho, mas serei uma ponte.
Há quem atreve-se.
Há quem recue.
Na dúvida, colocarei uma placa, indicando meu caminho.

Anúncios

3 comentários sobre “Ponte.

  1. Quem me dera ser ponte… Mas enho medo de quem cruzará por mim… Sou ilha indesbravada perdida nos mares sem fim… Biejinhos alan!!!! Lindo, lindo, lindo. Poemas maravilhosos. Adoro cruzar a ponte até você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s