vinte e quatro de outubro



Foto e Texto: Alan Villela

Parafina derretendo,
Para-vento balançando e
Pára-raios lá no Morro do Cruzeiro.
Mansamente, adormece e escurece a minha cidade que se dá de saudade quando a gente quer voltar.

Anúncios