Para ver minha amada

Foto e Texto: Alan Villela

Eu me preparo para ver minha amada,
E quando eu atravesso essa estrada,
Levo escondido na mala
Um pote de cola e tesoura sem ponta.
E lá no fundo do ônibus,
Vou recortando o trajeto,
E aparando as pontas da rodovia.
Me abrindo caminho nesse percurso sozinho
Que eu faço, fielmente, para ver Leopoldina.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s